Gracinda Poesias
"Vida em Poesia"
Textos
AMOR DE MOÇA CAIPIRA


Quando conheci océ
Num parece
Que tu gostava
Océ mi olhava
E mi assustava
Sou uma moça da roça
Muito simples e caipira
Cum olhar disconfiado
Num andar relaxado
Eu andava atrás de océ
Océ ria di mim
Eu ficava vermelha di vergonha
Eu sinhá só fazia rir
Cum risada alta
Num queria beber caipirinha
Océ ria comendo milho cozido
Eu comia paçoca e me entupia
Num combinava caipirinha com paçoquinha
Fui sentar no chão vomitando
Parecia que tinha bebido quentão
Noite estranha de caipira comendo me entupia
Océ dava risada, eu fingia num entender,
Namoro de caipira
Com carroça enfeitada com balão
Num importa eu quero é dançar o baião
Arrasta pé e quadrilha com sanfona
Dançar a noite com arrasta pé
E um océ de braços na cintura
Vamu dançar até o amanhecer.

Gracinda Rodrigues Cordeiro
Rio, 13.06.2020
Gracinda Rodrigues
Enviado por Gracinda Rodrigues em 13/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras