Gracinda Poesias
"Vida em Poesia"
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

SAUDADES DA MINHA MAMÃE

A dor de perder a minha MAMÃE...
Quisera que nunca a tivesse sentido
Pois, parece um pesadelo.
Que infelizmente me despertou.

Não queria te perder para não sentir a dor da saudade
Quisera novamente ter você, para saber o quanto te amamos.
Estamos à beira de um abismo, sem saber o que fazer.
Por caridade MAMÃE, vele por todos nós que te amamos.

Não acredito que a tenha perdido
Com aquela doença estúpida
Que com você a doença acabou
Quisera que tudo fosse um sonho
Na qual despertando a encontrasse.

MAMÃE você foi tudo para seus filhos
Mamãe tu foste uma boa esposa
MAMÃE tu foste uma boa vovó
MAMÃE tu foste à beleza do amor
MAMÃE tu foste uma rosa
Que brilhava quando recebia uma flor.

A pureza, a bondade que tinhas.
Não dá para decifrar
Não dá para escrever
Tinhas a simplicidade, até no teu olhar.
Eras uma pessoa simples
Sem maldade, sem hipocrisia.
Sim vivias humildemente na alegria.

Quisera que todos tivessem a bondade que tinhas
Quisera que todos soubessem o quanto eras amada
Quisera que todos perdoassem como tu perdoavas
Com a inocência e simplicidade das tuas palavras.

Eras uma pessoa simples
Sem maldade, sem hipocrisia.
Sem vaidade vivias na alegria
Tinhas teu esposo, teus filhos, teus netos.
Nada mais te importava só a tua família.

Sua saúde foi se indo
Não querias ir ao médico
Quando o médico procurou
Foi para te levar deste mundo.
Não sentistes a dor da doença,
A doença não te maltratou
Deus te poupou e te levou.

A vida nos reserva,
Uma amarga saudade,
Que foi te perder com a ETERNIDADE
E ficar com a SAUDADE.


Rio, 1982
Poeta: Gracinda Rodrigues Cordeiro
ISBN:978-85-5526-567-9

Gracinda Rodrigues
Enviado por Gracinda Rodrigues em 06/02/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras