Gracinda Poesias
"Vida em Poesia"
CapaCapa
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

SOBRENATURAL, SERÁ
SOBRENATURAL, SERÁ

Ainda deitada
Sobre a cama estava
Não me mexia
Não queria me virar
Não queria nem respirar
Sentindo uma presença
Estava amedrontada, aterrorizada
Mas, sentia um cafungar
Parecia alguém ao meu lado
Sentia a sua respiração
Gemia, sentia,
Só em pensar arrepia
Será que tem alguém cá?
Até hoje lembro e sinto
No fechar dos olhos
Vivo aquele momento
Não era normal
Nãda de natural
Eu, estava sozinha
Sentir um corpo junto a mim
Um corpo que sabia que não existia
Mas, eu sentia, juro que sentia
Sua respiração
Seu corpo com alguma aproximação
Fico amendrontada só em pensar
Se é verdade, com certeza não posso confirmar
Será que foi a minha imaginação?
Será que era a minha proteção?
Sei que senti o sobrenatural
Não via, mas, sentia.

Poeta: Gracinda Rodrigues Cordeiro

Rio, 17.07.2017 – 15.16hs.
Gracinda Rodrigues
Enviado por Gracinda Rodrigues em 17/07/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras